Fratura de Bennett

Descrição

Foi descrita por Edward H. Bennett, em 1882, uma fratura-luxação trapézio-metacarpiana em que a maior porção da articulação se desloca lateral e posteriormente pela ação do músculo abdutor longo do polegar e em abdução pela ação da inserção distal do adutor do polegar. O fragmento triangular menor – parte da articulação – mantém-se em relação normal com o trapézio graças ao forte ligamento oblíquo anterior.

Imagem